Novas regrado do Banco Central atingem fintechs como Nubank e Stone

A alta dos preços das commodities, que subiram em dólar 13,5% entre a virada do ano e meados deste mês, é o principal fator que explica o fortalecimento da moeda brasileira em relação ao dólar nesse período.

O Banco Central (BC) ampliou a exigência prudencial para instituições de pagamentos de acordo com porte e complexidade. A regulação manteve, contudo, regras simplificadas para conglomerados de fintechs menores.

Nesta quarta-feira (23), a baixa continua: às 10h45 (horário de Brasília), o dólar tinha queda de 0,93%, a R$ 5,004 na compra e R$ 5,005 na venda.

A alta dos preços das commodities, que subiram em dólar 13,5% entre a virada do ano e meados deste mês, é o principal fator que explica o fortalecimento da moeda brasileira em relação ao dólar nesse período.