Startup que oferece carteira de criptomoedas no Brasil levanta R$ 13,3 milhões em Série A

Rodada liderada pela Borderless Capital será usada para investimento em novas tecnologias e contratação de equipe

Foto: Reprodução

Bitfy, startup que oferece uma carteira multiuso para custódia de criptomoedas no Brasil, anunciou que levantou R$ 13,3 milhões em uma rodada Série A. O investimento foi liderado pela Borderless Capital e contou com Algorand e Dash Investment Foundation, além de investidores-anjos norte-americanos.

Em nota, a empresa afirmou que investirá em novas tecnologias, contratação de colaboradores e iniciativas para aumentar a base de clientes, além de democratizar o uso das criptomoedas no país. Outro destino do capital será no posicionamento da Bifty como uma marca referência em plataforma mobile para transação de criptomoedas.

O fundador da Bifty, Lucas Schoch, afirmou que o investimento vai democratizar esse ecossistema, que ainda é tão “obscuro” para grande parte das pessoas. Segundo ele, o objetivo é levar conhecimento a todos para que adquiram confiança em lidar com as criptomoedas, oferecendo aos usuários total autonomia.

Em 2021, a empresa anunciou um registro de alta de 527% nas transações de criptos no primeiro semestre do ano, em comparação ao mesmo período em 2020. Segundo informações da plataforma, o valor transacionado superou R$ 50 milhões, e consta com uma elevação de 162% nas movimentações, frente a dezembro de 2020.