Mercado Livre ganha recurso para compra e venda de bitcoin no Brasil

Executivos da empresa anunciam nova funcionalidade nas plataformas Mercado Livre e Mercado Pago para que clientes possam comprar, vender e guardar criptomoedas

Foto: Reprodução

Marcos Galperin, fundador e CEO do Mercado Livre, anunciou nesta segunda-feira (22), que a empresa vai permitir a compra e venda de bitcoin e outras criptomoedas em suas plataformas, que incluem o marketplace e a carteira digital Mercado Pago.

Usuários do Mercado Pago poderão negociar o criptoativo nas próximas semanas, segundo reportagem da Bloomberg. A novidade já havia sido disponibilizada para um pequeno grupo de clientes no início de novembro. Após lançar a funcionalidade no Brasil, a empresa planeja levar a experiência para outros países da América Latina.  

Tulio Oliveira, vice-presidente do Mercado Pago, afirmou ao veículo norte-americano que a empresa levou o tempo necessário para estudar e apender antes de entrar no universo das criptomoedas. Para ele, a novidade deve ter um potencial transformador no futuro.

Estratégia de tesouraria

A iniciativa acontece cerca de seis meses depois que o Mercado Livre anunciou a aquisição de US$ 7,8 milhões em bitcoin como estratégia de tesouraria, a primeira empresa grande porte na América Latina a seguir por esse caminho, inspirada nos passos de companhias como a Tesla, MicroStrategy, Square e outras negociadas em bolsa.

Neste mês, a empresa também recebeu o aval do Banco Central para operar como uma instituição financeira, podendo investir outros R$ 400 milhões captados junto ao Goldman Sachs para consolidar sua atuação no segmento de crédito por meio do Mercado Pago.