Porto do Itaqui recebe primeiro eletrocentro investido pela EMAP

O investimento custou cerca de R$ 10 milhões de reais

Foto: Reprodução

O Porto do Itaqui vai iniciar a modernização de seu sistema elétrico, para isso, a EMAP, desembolsou cerca de R$ 10 milhões na compra de três eletrocentros, um deles já está no Porto, os recursos investidos são próprios da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP).

O eletrocentro recebido nesta quarta-feira (13) tem como objetivo principal qualificar a recepção e distribuição de energia em todo o porto, garantindo melhor qualidade e segurança para as operações e ampliando ações preventivas.

Power House

Os eletrocentros também são chamados de Power House, eles são estruturas modulares e transportáveis, que contém equipamentos necessários para uma melhor recepção e gerenciamento de energia em áreas industriais.

O presidente da EMAP, Led Tago, diz que o porto contará com três novas subestações localizadas na área operacional, onde atracam os navios, agregando tecnologia de última geração para sua infraestrutura e apoiando o desenvolvimento atual e futuro do Porto do Itaqui, consolidando um dos principais portos do país.

Segurança operacional

O investimento deve proporcionar ao porto maior segurança operacional, refletindo nos menores riscos de interrupções no fornecimento de energia para o local, a instalação do eletrocentro não exige custos altos, até mesmo a manutenção fica barata, sem afetar na qualidade. A ideia é buscar ao máximo a produtividade das operações portuárias e garantir suporte a expansão das operações portuárias.

O plano de investimentos do Porto de Itaqui já incluía a modernização das subestações, além disso, pelo menos R$ 33 milhões foram destinados a obras de recuperação estrutural dos berços e pavimentações internas para toda a poligonal, no valor de R$ 27 milhões.