Astro de ‘Jornada nas Estrelas’ se torna a pessoa mais velha a ir ao espaço, aos 90 anos

William Shatner voou por 10 minutos em nave do bilionário Jeff Bezos, da Blue Origin

Foto: Divulgação

William Shatner, o eterno Capitão Kirk da série “Jornada nas Estrelas” (“Star Trek”), se tornou a pessoa mais velha a ir ao espaço, aos 90 anos, nesta quarta-feira (13). O ator voou por 10 minutos, partindo às 11h50 (horário de Brasília), na cápsula New Shepard, sem piloto, da empresa Blue Origin, do bilionário Jeff Bezos.

Originalmente, a equipe voaria na terça-feira (12), mas uma mudança de ventos fez com que o lançamento fosse adiado em um dia. A decolagem partiu de uma base no Texas, nos Estados Unidos. Em novo marco do turismo espacial, Shatner superou o recorde de tripulante mais velho, que pertenceu a Wally Funk, de 82 anos.

O ator estava acompanhado de Audrey Powers, vice-presidente de missão e operações de voo da Blue Origin, além de Chris Boshuizen e Glen de Vries. O voo suborbital levou os quatro passageiros a mais de 100 quilômetros acima da Terra com uma vista privilegiada. Além disso, a viagem contou com três minutos em gravidade zero.

Para chegar a uma altitude de mais de 100 quilômetros, o foguete atingiu a velocidade máxima de subida de 3.500 quilômetros por hora. Na volta, a cápsula que levava a tripulação tocou o terreno texano exatamente ao meio-dia. Pouco antes da aterrissagem, Shatner podia ser ouvido dizendo: “Isso é diferente de tudo que eu já vi”.

Ao descer da New Shepard, Shatner começou a relatar a sua experiência e disse esperar nunca se recuperar do que vivenciou e sentiu durante a viagem. Segundo o ator, todos no mundo precisam sentir isso. A experiência do astro de capitão Kirk irá se transformar em um documentário; data de estreia e informações ainda não foram divulgadas.

Foi o segundo voo de passageiros realizado pela Blue Origin. Há três meses, a mesma cápsula e foguete levaram Bezos, seu irmão e mais dois passageiros para o espaço. A empresa espacial planeja continuar promovendo voos como esse. Até o momento, os valores pagos por Boshuizen e De Vries ainda não foram revelados.