10 anos da morte de Steve Jobs: confira algumas curiosidades sobre o fundador da Apple

Jobs é apontado até hoje como um dos maiores gênios da indústria de tecnologia

co-fundador, Steve Jobs, cofundador da Apple (Foto: Reprodução)

Steven Paul Jobs, ou simplesmente Steve Jobs – nascido em São Francisco, na Califórnia, nos Estados Unidos, no dia 24 de fevereiro de 1955, é apontado até hoje como um dos maiores gênios da indústria de tecnologia. Há 10 anos, em 5 de outubro de 2011, Jobs deixava o mundo em luto em decorrência de um câncer de pâncreas.

O empresário construiu as bases para aquela que, atualmente, é a empresa mais valiosa do mundo, com avaliação de mercado de US$ 2,35 trilhões, a Apple. Jobs foi o cofundador e também atuou como presidente e diretor-executivo da companhia. Muitos dizem que sua passagem foi marcada por revolucionar diversos segmentos do mercado.

Confira algumas curiosidades sobre Steve Jobs:

  1. Steve Jobs não teve formação acadêmica formal. Apesar disso, ele frequentou a Reed College, universidade em Portland, Oregon, nos Estados Unidos, em 1972. Ele passou somente um semestre vinculado formalmente à instituição e não há informações oficiais sobre a carreira escolhida. Mesmo com a desistência, continuou acompanhando algumas aulas como ouvinte;
  2. A Apple foi fundada em abril de 1976, quando Jobs tinha apenas 21 anos;
  3. A Apple tinha dois sócios além de Jobs quando foi fundada: Steve Wozniak e Ronald Wayne. Wozniak foi o principal parceiro, responsável pela parte técnica dos primeiros produtos. Wayne era um supervisor administrativo, que deixou a companhia pouco depois de sua criação ao vender sua parte da empresa por US$ 800;
  4. O primeiro emprego de Jobs foi como técnico na empresa de videogames Atari, em 1974 – dois anos antes de fundar a Apple. Em meados daquele ano, ele saiu da companhia e passou sete meses na Índia. Quando retornou, trabalhou novamente na Atari;
  5. O primeiro produto Apple foi o computador Apple I. A máquina foi projetada por Wozniak, mas a ideia de vendê-lo partiu de Jobs;
  6. O iPhone, considerado uma das maiores invenções da Apple, foi apresentado por Jobs em janeiro de 2007. O produto revolucionou o mercado de celulares graças a sua interface simples e a possibilidade de criar aplicativos que estavam disponíveis na App Store;
  7. O executivo era conhecido por uma personalidade difícil e, com o passar dos anos e com a relevância que a Apple ganhou junto ao público, as cobranças em torno de funcionários, para o desenvolvimento de produtos que beiravam à perfeição, também cresceram na mesma proporção;
  8. O último produto que Jobs apresentou nos palcos foi o iPad, em janeiro de 2010. O aparelho, que se parecia com um “iPhone gigante”, impulsionou o surgimento de outros tablets – mesmo com a concorrência, a Apple lidera esse mercado no mundo;
  9. Jobs foi um dos fundadores da Pixar. A empresa surgiu como uma divisão da Lucasfilm, liderada por Edwin Catmull e ‎Alvy Ray Smith em 1976‎. Dez anos depois, Jobs comprou a divisão e estabeleceu o grupo como uma empresa independente. Ele teve um papel importante para que o estúdio se tornasse o que é hoje – foi o primeiro investidor e se tornou o acionista majoritário da empresa.
  10. Outra tendência anunciada por Jobs foi a adoção das plataformas de armazenamento na nuvem. Hoje há várias opções no mercado. Uma das mais conhecidas é justamente o iCloud, apresentado pela Apple em outubro de 2011.