Extensão da Avenida Litorânea melhora mobilidade urbana em São Luís

Os motoristas têm acesso ao bairro do Olho d'Água e Araçagi

Foto: Divulgação

A extensão da Avenida Litorânea e a requalificação da Avenida dos Holandeses servem para a implantação de um novo modelo de transporte público e interliga os municípios de São Luís, Paço do Lumiar, Raposa e São José de Ribamar, com o BRT (Bus Rapid Transit ou Transporte Rápido por Ônibus) e diminui o tempo de percurso entre os municípios que compõem a Grande Ilha, em até 40 minutos.

Além disso, a Agência de Mobilidade Urbana (MOB) busca garantir a acessibilidade de pessoas com deficiência física à praia, ao longo da Avenida Litorânea, em três locais da parte nova, entre o Caolho e o Olho D’água, e cinco pontos na área antiga. 

Nova Litorânea

A obra compreende dois lotes. O lote 1 abrange o prolongamento da Avenida Litorânea em 1.800 metros, requalificação da Avenida São Carlos, Requalificação da Avenida Litorânea da Foz do Rio Pimenta à Foz do Rio Calhau e a Requalificação da Avenida Colares Moreira até a Rotatória do Calhau.

O lote 2 corresponde à requalificação da Avenida dos Holandeses e da rua Búzios. Com 13,5 quilômetros de intervenção na Avenida Atlântica, no Araçagi e finaliza na Rotatória do Calhau. Ao final da obra, o fluxo de trânsito vai permanecer em sentido duplo, com duas faixas em cada via e no centro da faixa o BRT.