Amazon vai pagar faculdade de 750 mil funcionários nos Estados Unidos

Segundo a empresa, o investimento previsto é de US$ 1,2 bilhão até 2025

Foto: reprodução


Amazon vai arcar com a mensalidade das faculdades dos funcionários e financiará a retirada de diplomas de ensino médio e certificados de proficiência em inglês. A medida começa a valer em janeiro de 2022 e deve beneficiar cerca de 750 mil pessoas que atuam na companhia nos Estados Unidos.

Para que o curso seja custeado, o trabalhador precisa estar empregado a pelo menos três meses na empresa. Em comunicado, a Amazon explicou que pagará antecipadamente mensalidades e taxas, em vez de oferecer o reembolso após a conclusão do curso.

Dave Clark, CEO da organização Worldwide Consumer da Amazon, afirmou que, atualmente, a Amazon é a maior criadora de empregos nos Estados Unidos. Para o executivo, investir em treinamento gratuito de habilidades para as equipes pode ter um grande impacto para centenas de milhares de famílias em todo o país.

De acordo com a companhia, o investimento previsto é de US$ 1,2 bilhão até 2025. Nos últimos meses, várias empresas dos Estados Unidos estão expandindo benefícios e incentivos para atrair os funcionários de volta ao mercado de trabalho após um período de escassez.