China limita jogos on-line a três horas por semana para menores de idade

Norma define que pessoas com menos de 18 anos joguem somente às sextas, sábados e domingos, no total de três horas

Foto: Reprodução

A China informou nesta segunda-feira (30) que limitará o acesso de menores de 18 anos a videogames on-line a três horas por semana, a fim de combater a dependência entre os jovens. Além disso, consta na norma que os jovens chineses só poderão jogar nas sextas-feiras, sábados, domingos e feriados.

A Administração Nacional de Imprensa e Publicação, que regula o mercado de videogames na China, disse ainda que esse tipo de atividade só será permitido entre 20h e 21h. Também instruiu que as empresas impeçam que menores de idade joguem fora desse horário. A nova regra vale a partir de 1º de setembro.

Inspeções

As inspeções em empresas de jogos on-line também vão aumentar, para verificar se os limites de tempo estão sendo cumpridos, disse o órgão regulador. Durante as férias escolares, no entanto, poderão jogar uma hora todos os dias. Um documento de identidade também será exigido para que possam se conectar. 

Em princípio, a medida se aplica apenas aos videogames on-line, e não àqueles que não precisam de acesso à internet. As regras anteriores restringiam para menores de idade a 90 minutos diários, em todos os dias da semana. O limite era maior, de três horas, nos feriados.

Saúde

A mudança reflete uma preocupação de longa data com o impacto do jogo excessivo sobre a saúde dos jovens. Na China, um país de 1,4 bilhão de habitantes, os videogames geraram cerca de US$ 20 bilhões em volume de negócios apenas no primeiro semestre de 2021.

No início deste mês, um artigo publicado pelo jornal estatal Economic Information Daily afirmou que muitos adolescentes se tornaram viciados em jogos on-line. O veículo disse que os jogos são como um “ópio espiritual” – uma droga ilícita e viciante – e que isso estava tendo um impacto negativo sobre eles.