‘La bitcoinera’: Honduras inaugura primeiro caixa eletrônico de criptomoeda

A máquina permite que usuários comprem bitcoin e ethereum usando a moeda local

Foto: Reprodução

Depois de El Salvador se tornar o primeiro país a estabelecer o bitcoin como moeda legal, chegou a vez de Honduras inovar no mercado de criptoativos. O país inaugurou, nesta semana, o primeiro caixa eletrônico de criptomoedas, chamado de “la bitcoinera”.

A máquina permite que usuários comprem bitcoin e ethereum usando a moeda local lempira e foi instalada em um prédio de escritórios na capital Tegucigalpa pela empresa hondurenha TGU Consulting. Para fazer uma compra, os usuários precisam escanear a identificação oficial e colocar dados pessoais.

Juan Mayen, executivo-chefe da TGU, foi responsável por liderar a operação, visando educar as pessoas sobre ativos virtuais. Até então, não havia outra maneira automatizada de comprar criptomoedas, segundo Mayen. Ele explicou que era necessário fazer peer-to-peer e procurar alguém que estivesse disposto.

O executivo que, depois, ainda era preciso se encontrar com ele pessoalmente e carregar uma quantidade X de dinheiro, o que é muito inconveniente e perigoso dado o ambiente em Honduras. Segundo Mayen, muitos desenvolvedores de software em Honduras já são pagos em criptomoedas.

Nesta última sexta-feira (27), um ethereum estava valendo US$3.237 (o equivalente a R$ 16.848,58, na cotação atual), e um bitcoin era negociado a US$48.140 (R$ 25.0568,70). Se houver bastante adesão, Mayen disse poderão ser instaladas outras unidades.