Venda nos shoppings deve crescer 58% ante 2020, aponta Abrasce

A associação prevê que as vendas totalizarão R$ 204 bilhões em 2021

Foto: Reprodução

O setor de shopping – um dos mais afetados pela pandemia – está passando por uma recuperação gradual, com melhora das vendas ao passo que as restrições de funcionamento vão ficando mais flexíveis. A Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) prevê que as vendas totalizarão R$ 204 bilhões em 2021.

Se confirmada, a projeção representará um crescimento de 58,3% em relação a 2020, mas, ainda assim, terão uma queda de 3,5% na comparação com 2019. A Abrasce não soltou projeções para o faturamento logo no começo do ano e fez a divulgação apenas neste momento devido ao excesso de incertezas.

Neste mês de agosto, as vendas totais do setor já estão 0,5% acima do verificado no mesmo período de 2019. As vendas na semana do Dia dos Pais (entre 2 e 8 de agosto) chegaram a R$ 3,8 bilhões no Brasil. O montante ficou 33% acima do evento de 2020, mas permaneceu 2,6% abaixo da mesma data de 2019.

Os espaços vagos nos shoppings diminuíram de 9,3% para 6,9% no começo deste semestre, segundo o balanço. O presidente da associação, Glauco Humai, espera que a recuperação continue. Do ponto de vista macroeconômico, o clima, para ele, é de confiança na melhora da economia, mas ainda com cautela.