Substituto do Bolsa Família, Auxílio Brasil deve começar a ser pago em novembro

As famílias que hoje recebem o Bolsa Família ganham R$ 189,00

Foto: Reprodução

Já é de ciência dos beneficiados do Bolsa Família a substituição do programa pelo Auxílio Brasil, mas ainda não há total definição do novo projeto, é o que explica o ministro da Cidadania, João Roma, após entrega ao Congresso das propostas da Medida Provisória (MP) com a versão reformulada do Bolsa Família e da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios.

O benefício passará a ser pago a partir de novembro, antes disso, até outubro, serão pagas parcelas do Auxílio Emergencial. Roma observa que a MP reformula os programas sociais, mas não estabelece o valor. As famílias que hoje recebem o Bolsa Família ganham R$ 189,00. O reajuste será de 50% no tíquete médio dos benefícios. A Alteração foi anunciada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

Reformulação dos programas sociais

Roma pontua que a reformulação dos programas sociais traz ferramentas e trilhas para que os beneficiados possam conquistar sua emancipação. Entre elas, estão ações na área de segurança alimentar e nutricional e apoio à primeira infância. Ele também citou: capacitação, possibilidades de financiamento, apoio ao empreendedorismo e o Programa de Aquisição de Alimentos.

O valor do benefício será definido após a entrega da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), no final de agosto. No entanto, o prazo de entrega até 31 de agosto é para o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA), não para a LDO. O valor do benefício vai variar conforme o perfil da família, acrescenta o ministro.