TikTok supera Facebook e se torna o aplicativo mais baixado do mundo

Ascensão da rede social de vídeos curtos foi impulsionada pela pandemia

Foto: Reprodução

TikTok foi o aplicativo mais baixado do mundo no ano passado, ultrapassando o Facebook e suas plataformas de mensagens, afirmou a rastreadora de mercado App Annie nesta terça-feira (10). A rede social é estimada em ter um bilhão de usuários em todo o mundo, incluindo mais de 100 milhões no Estados Unidos.

A plataforma chinesa de vídeos curtos, especialmente popular entre os jovens usuários de smartphones, foi lançada pela ByteDance no mercado internacional em 2017 e conseguiu rápida ascensão, especialmente durante a pandemia de Covid-19. Em 2019, a rede social ocupava o quarto lugar do ranking.

Movimentos semelhantes

O TikTok ultrapassou o Facebook e dois dos maiores aplicativos de mensagens americanos, Messenger e WhatsApp, segundo a mesma fonte, além de ser o mais baixado da Europa, América do Sul e EUA. A ascensão do TikTok tem feito gigantes do Vale do Silício se movimentarem em busca de recursos semelhantes.

O Instagram lançou em junho do ano passado o Reels, de vídeos curtos, cujo limite passou de 30 para 60 segundos há uma semana. Em junho deste ano, o YouTube anunciou o Shorts, espécie de vídeo na vertical com até 60 segundos. Há um mês, o Pinterest lançou o Idea Pins, vídeos com até um minuto de duração.

Riscos de privacidade

Por outro lado, a rede social enfrentou dificuldades após o ex-presidente americano Donald Trump acusá-la de ser um “risco à segurança nacional”. Os downloads do aplicativo foram banidos temporariamente nos EUA até Joe Biden revogar o decreto em junho deste ano.

Embora não tenha grandes recursos de segurança em relação à privacidade, as acusações não afetaram a popularidade do TikTok. Segundo especialistas, talvez a plataforma seja divertida o suficiente para os usuários não se preocuparem com essa questão.