Vendas do e-commerce crescem 13% no primeiro semestre

Em maio de 2021, o e-commerce representou 11,9% do comércio varejista restrito (que não conta veículos, peças e materiais de construção)

Foto: Reprodução

No primeiro semestre de 2021, as vendas do e-commerce no Brasil cresceram 13,05% e o faturamento das empresas tiveram alta de 24,15%, conforme dados do índice MCC-ENET, da Neotrust Movimento Compre & Confie. Em maio, o e-commerce representou 11,9% do comércio varejista restrito – que não conta veículos, peças e materiais de construção.

No acumulado dos últimos 12 meses, a participação do e-commerce no varejo corresponde a 10,9%. Esse indicador foi feito a partir da última Pesquisa Mensal do Comércio do IBGE, divulgada no dia 7 de julho. Em equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação, 43,2% das compras foram feitas pelo e-commerce.

Na categoria móveis e eletrodomésticos, 27,6% foram comprados on-line. Tecidos, vestuário e calçados tiveram penetração de 10,1%. Em seguida, aparecem artigos farmacêuticos, médicos, de perfumaria e cosméticos (7,3%), artigos de usos pessoal e doméstico (5,9%), produtos alimentícios e bebidas (3,4%) e livros, jornais e papelaria (2,5%).

De acordo com o levantamento, de abril a junho de 2021, cerca de 18,5% dos internautas brasileiros realizaram ao menos uma compra on-line. Em 2020, segundo dados da Neotrust, o e-commerce brasileiro registrou mais de 300 milhões de pedidos e faturou mais de R$ 126 bilhões, sendo que 47% dos consumidores estavam realizando sua primeira compra on-line.