Jeff Bezos, homem mais rico do mundo, vai ao espaço em voo tripulado sem piloto

Ele esteve a bordo de uma nave construída por sua própria empresa Blue Origin, voltada ao setor aeroespacial

Foto: Divulgação

O homem mais rico do mundo, Jeff Bezos, decolou nesta terça-feira (20), às 10h12 (horário de Brasília), acompanhado de mais três pessoas, no primeiro voo tripulado a ir ao espaço sem piloto. Ele esteve a bordo de uma nave construída por sua própria empresa Blue Origin, voltada ao setor aeroespacial.

A bordo do New Shepard, estavam presentes o seu irmão, Mark Bezos, a piloto Wally Funk, de 82 anos, que se tornou a pessoa mais velha a realizar uma viagem espacial, e o holandês Oliver Daemen, de 18 anos, o mais jovem a ir ao espaço. Com o feito atingido com sucesso, Bezos se coloca de vez na corrida espacial.

Em imagens divulgadas após o voo, eles se mostraram descontraídos, flutuando na nave: brincaram de atirar bolinhas e doces uns para os outros. Ao voltarem para a Terra, foram retirados da cápsula e recepcionados pela equipe, amigos e familiares. A New Shepard realizou 15 voos de teste automatizados sem ninguém a bordo, antes do lançamento desta terça-feira. 

Turismo espacial

O fundador da Amazon já mencionou investir cerca de US$ 1 bilhão por ano na Blue Origin. Richard Branson, que foi o primeiro bilionário a ir para o espaço, gastou mais de US$ 1 bilhão de sua fortuna pessoal numa empreitada que ele começou há 17 anos.

Já Elon Musk, que tem planos de levar humanos para Marte até 2024, deve ir para o espaço, mas não pela sua empresa, a Space-X. O dono da Tesla reservou uma vaga para viajar pela Virgin Galactic, empresa espacial de Branson. Segundo o banco suíço UBS, o mercado de turismo espacial é potencialmente lucrativo e valerá US$ 3 bilhões por ano em uma década.