Twitter comemora 15 anos como debutante contraditória

O microblog revolucionou as redes sociais, mas a falta de uma plataforma robusta de Marketing impediu que crescesse mais em usuários e importância

Luana Piovani com meu livro sobre Twitter.

TAGIL OLIVEIRA RAMOS


Twitter completou ontem 15 anos. É uma adolescente faceira. Tem charme e um rosto cheio de marcas de espinhas. Ficou rica e famosa, mas podia ter ido mais longe. Perdeu várias oportunidades de ser a rede social tão poderosa quanto o Instagram.


LIVRO

Quando lancei meu livro sobre Twitter (Editora Novatec) há cerca de dez anos, a rede estava bombando. Muita água rolou desde lá. Muita gente não a usava, como a Luana Piovani, a quem estrevistei naquela ocasião (dá para sacar como era o ambiente digital, com orkuts e mySpaces, assistindo ao vídeo).

Veja a entrevista histórica abaixo.

MUDOU O MUNDO
O Twitter lançou e popularizou o termo “follow”, indo na contramão das redes socias daquela época, que pediam confirmação de ingresso para o detentor do perfil.

Saiu na frente em várias áreas. Inventou e popularizou termos como hashtag, top trends, marcação (de um post) e muitos outros princípios de mídia social que usamos hoje.

Na rede do “passarinho azul”, bastava “seguir” o ídolo ou influeciador. Essa particularidade trouxe as celebridades como o ator Ashton Kutcher, Justin Bieber, Britney Spears e Barack Obama para a rede.

NINGUÉM ESQUECE

O primeiro post ninguém esquece . É por isso que a mídia considerou ontem a data de lançamento da pedra fundamental. Na verdade, foi o dia do primeiro tweet (como ficaria conhecida a postagem dos 140 caracteres). O “culpado” assume o ato: foi Jack Dorsey (ex-Google), um dos seus fundadores.

CONCISÃO
Num mundo que fala demais, a concisão do Twitter foi essencial para chamar para a concisão e para o foco. Todo mundo podia dizer o que queria, desde que não ultrapassasse os 140 sinais.

Atualmente, a plataforma está disponível em 35 idiomas diferentes. Tem cerca de 316 milhões de usuários cadastrados.

Podia ser maior e mais influente. Faltou uma plataforma de marketing robusta como a do Google e do Facebook. Já vi muita agência desconsiderar o Twitter de suas campanhas de marketing digital apenas por desconhecer os recursos de divulgação.

CONTRADIÇÕES
Tem sido usado por políticos (para o bem e para o mal), como Obama e Trump. Serviu para insuflar movimentos libertários e também para divulgar fake news.

Como toda adolescente, precisa amadurecer e se autodefinir. Mas seu papel na história das mídias digitais é inquestionável e suas contribuições para a comunicação planetária, transformadoras.