Micro e pequenas empresas geraram 182 mil novos postos de trabalho em maio, aponta Sebrae

Estudo mostra aumento de 115% na geração de vagas na comparação com abril

Foto: Reprodução

As micro e pequenas empresas geraram 182,2 mil novos postos de trabalho em maio deste ano, aumento de 115% na comparação com abril. O número é 2,5 vezes maior que o registrado pelos médios e grandes negócios, que criaram 70,9 mil vagas neste período, segundos dados divulgados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Este é o 11º mês consecutivo que as micro e pequenas empresas apresentam um resultado positivo nas contratações no Brasil. O presidente do Sebrae, Carlos Melles, afirmou que, mesmo com os fortes impactos na queda de faturamento dos pequenos negócios devido à pandemia de Covid-19, o setor é responsável pela sustentação do nível de emprego no país.

Nos cinco primeiros meses, as micro e pequenas empresas foram responsáveis por 858.419 novos postos de trabalho, contra 279.195 das médias e grandes. Isso significa que para cada posto de trabalho gerado por uma média ou grande empresa, as micro e pequenas criam três vagas. A análise mostra uma ligeira retomada ao patamar de 300 mil contratações por mês.

Serviços lidera

A análise setorial mostra que todas as micro e pequenas empresas, independentemente de setor, apresentaram um saldo positivo na geração de empregos. Porém, o setor de serviços, um dos mais afetados pela pandemia, foi o que mais criou novas vagas. 

Criação de vagas em maio:

  • Serviços: 78,6 mil vagas
  • Comércio: 51,4 mil vagas 
  • Construção Civil: 25 mil vagas
  • Indústria da Transformação: 21 mil vagas