Confiança de Serviços sobe ao maior patamar desde fevereiro de 2020, aponta FGV

Em médias móveis trimestrais, o índice subiu 5,4 pontos

Foto: Reprodução

O índice de confiança do setor de Serviços (ICS) registrou a terceira alta consecutiva em junho, apontam os levantamentos divulgados nesta terça-feira (29) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). O ICS avançou 5,7 pontos na passagem de maio para junho, na série com ajuste sazonal, para 93,8 pontos, o maior patamar desde fevereiro de 2020, no pré-pandemia.

Melhora e avanço

Em médias móveis trimestrais, o índice subiu 5,4 pontos. Rodolpho Tobler, economista do Instituto Brasileiro de Economia da FGV, em nota oficial, avaliou que o resultado positivo desse mês foi influenciado pela percepção de melhora do volume de serviços e avanço das expectativas sobde os próximos meses.

Segundo o especialista, a ampliação do programa de vacinação, redução das medidas restritivas e melhora na confiança dos consumidores ajudam a explicar o momento de recuperação do setor. A continuidade desses fatores positivos, para Tobler, é fundamental para o andamento do cenário de retomada.

Em junho, houve melhora nos 13 segmentos pesquisados. O Índice de Situação Atual (ISA-S) subiu 4,7 pontos, para 88,7 pontos. O Índice de Expectativas (IE-S) cresceu 6,7 pontos, para 99,1 pontos. A FGV ressalta que os últimos resultados da confiança de serviços mostram que o setor se aproxima do nível pré-pandemia.