Anitta é a nova integrante do conselho do Nubank

A cantora não será garota propaganda do banco, mas peça importante para ditar rumos da instituição

Foto: Reprodução

Além de ser uma das maiores vozes do pop e funk, Anitta, referência no mercado musical nacional e internacional passa a integrar o Nubank. A cantora não entra no grupo por sua profissão, mas como membro do conselho de administração, a artista será parte importante para conduzir os rumos de uma das maiores fintechs do mundo.

O Nubank se junta a cantora com o propósito de alcançar o grupo jovem por meio das ações da empresa e da influência que Anitta exerce para a faixa etária. Segundo explica a instituição, Anitta não se juntou ao Nubank para ser garota-propaganda ou fazer o lançamento de um produto específico, mas para se tornar conselheira para uma série de decisões estratégicas.

Expertise

É visível que ela simboliza muito bem a missão do Nubank de empoderamento das pessoas e desafiar o status quo. Para David Vélez, cofundador da instituição, ela é uma profissional que tem profundo conhecimento do comportamento e das dores dos consumidores. Anitta construiu uma marca global e tem expertise em idealizar e executar estratégias vencedoras, e terá um papel importante em ajudar a desenvolver ainda mais os produtos.

Uma das curiosidades do público é saber se a cantora receberá por seu status de artista, mas pelo contrário, Anitta, assim como qualquer outro membro que faz parte do conselho, tem direito a remuneração diferida em ações (“restricted stock units) do Nubank. avaliado em US$ 30 bilhões numa rodada recente de capital. Há alguns dias, antes do anúncio oficial pelo Nubank, a artista era garota-propaganda do iti, banco digital do Itaú Unibanco.

Anitta relatou ao Valor que é importante ter um conselho diverso, que reúna opiniões e experiências múltiplas. Se for por ela, vai contribuir bastante, sendo mais uma pessoa a olhar para o todo, trazendo sua experiência de marketing e do que já construiu como sua marca, como gestora e empresária, por que não? A sua contribuição não será limitada a marketing e redes sociais. Serão discutidas estratégias de produtos. Serão sugeridas ideias e ela irá executar sua criatividade.

Referências para o público

O banco digital define sua forma de marketing como algo sem publicidade convencional e apoiado nas redes sociais, com isso, Anitta foi uma das referências pela forma parecida de trabalhar com o público. O Nubank encontrou em Anitta uma imagem jovem, bem sucedida e despojada. A instituição permanece sendo banco, com suas obrigações e decisões sérias, mas de maneira mais leve e menos tradicional, esse é o objetivo ao se juntar com a artista.

A parceria visa bons frutos. A entrada de Anitta ao conselho do Nubank por entender a situação do público de classes mais acessíveis, característica que nem todos os artistas possuem. Fábio Mariano Borges, professor da ESPM especialista em comportamento e tendências ressalta que o conselho tem gestores de ótima formação, mas não têm convívio com as classes populares, que são o grande público de Anitta. Ela será a voz para dizer o que essas pessoas pensam, o que querem, qual seu comportamento.

O Nubank também se preocupa em sempre estar ativo nas redes sociais, por isso, a cofundadora Cristina Junqueira está sempre assídua nas mídias. A instituição acumula 131 mil seguidores no Instagram. Além de assuntos bancários, o Nubank se preocupa em pautar e trazer ao público pautas sociais e relevantes para sociedade, como, por exemplo, vida familiar e temas como empoderamento feminino.

Posicionamentos

Anitta sempre se posiciona quanto às questões políticas vívidas no país, mas em se tratando do conselho, a artista deixa claro que seu posicionamento e suas preferências não serão assuntos prioritários com sua chegada ao grupo. Segundo ela, o banco digital a deixou muito a vontade para ser ela mesma.

Foi recentemente que Anitta começou a se posicionar politicamente um pouco mais, porque sentiu essa demanda do seu público. Ela não cria polêmicas, mas participa de debates que estão instalados. Ela é esperta. Isso não vai criar faíscas, deixar arranhões nem para ela, nem para as marcas associadas, pontua Borges.

Anitta se juntará à equipe em reuniões trimestrais, ela e mais seis conselheiros devem debater ideias e projetos ligados ao Nubank. A questão é saber se a cantora terá todo esse tempo disponível para participar de decisões importantes dentro da instituição. A cantora, que realiza diversos shows, tem sempre sua agenda lotada de compromissos.

Vai ter tempo?

De acordo com uma pesquisa do IBGC, um conselheiro de uma empresa com faturamento anual entre R$ 4 bilhões e R$ 10 bilhões, caso do Nunbak, dedica 207 horas por ano à atividade.