Downloads de bancos e carteiras digitais dispararam no mês de maio

No total, foram 20,880 milhões de downloads em maio, com alta de 2,3%

Foto: Reprodução

Uma pesquisa do Bank of America revela que o número de download de bancos e carteiras digitais dispararam em maio deste ano. A pesquisa é acompanhada por dados da Apple Store e Google. Quando os números são comparados ao mês de abril de 2021, é notada uma alta de 2,3% em relação aos dois meses. No total, foram 20,880 milhões de downloads.

Aplicativos mais baixados

A lista de aplicativos mais baixados conta com Nubank, que lidera o grupo (2,706 milhões), Banco Pan (2,336 milhões), PicPay (2,212 milhões), PagBank (2,104 milhões) e C6 Bank (1,463 milhões). Por outro lados, os bancos tradicionais sofreram queda mensal de 8,7% nos downloads em estimativa mensal, somando 7,451 milhões em maio.

A pesquisa BofA também mostra o número de downloads de aplicativos separados como, por exemplo, Caixa (1,742 milhão), Caixa Tem (1,681 milhão), Banco do Brasil (1,195 milhão), Bradesco (1,041 milhão), Santander Brasil (973 mil) e Itaú Unibanco (910 mil).

Esforços contínuos

Segundo o relatório, os downloads aceleraram em maio, ajudados por esforços contínuos de marketing, atividades promocionais como cashback e novas políticas de lockdown/isolamento, à medida que a segunda onda da pandemia de coronavírus continua avançando nas cidades brasileiras.

Apesar da melhora, apps do Banco do Brasil, Bradesco e Itaú Unibanco continuaram com menos downloads do que há um ano, enquanto as adições do Santander cresceram 21%, aponta o relatório. Os números também foram positivos quanto às plataformas de investimentos, no total, elas somaram 1,782 milhão de downloads em maio, registrando uma alta mensal de 7,0%.

Usuários ativos

Os bancos digitais com maior número de usuários ativos mensais são Nubank (30,969 milhões), PagBank (22,740 milhões), Mercado Pago (14,983 milhões), Banco Pan (11,151 milhões) e PicPay (9,950 milhões).

Já os bancos tradicionais com a maior quantidade de usuários ativos atualmente estão o Caixa Tem (36,796 milhões), Itaú (15,412 milhões), Bradesco (14,491 milhões), Santander (12,590 milhões) e Banco do Brasil (12,095 milhões).

Entre as plataformas de investimentos estão XP (3,748 milhões), Rico (3,623 milhões), Clear (1,461 milhão), Modalmais (1,411 milhão) e BTG (709 mil).