Tinder oferece adesivo de ‘vacinado’ e bônus a quem se imunizou no Reino Unido

Outros aplicativos como Match, Hinge, Bumble, Badoo, Plenty of Fish, OurTime e Muzmatch também se inscreveram no programa em parceria com o governo britânico.

Foto: Reprodução

Usuários do aplicativo de relacionamento Tinder, no Reino Unido, que foram vacinados, passaram a ter direito a adesivo de “vacinado” na foto do perfil e bônus nas plataformas como forma de incentivar a imunização no país. Outros aplicativos como Match, Hinge, Bumble, Badoo, Plenty of Fish, OurTime e Muzmatch também se inscreveram no programa em parceria com o governo britânico.

Até o momento, foram vacinados 59% dos 67 milhões de habitantes do país. Contudo, a iniciativa não tem como aferir se as pessoas que declaram ter sido vacinadas receberam de fato os imunizantes. Usuários vacinados ganham ainda créditos grátis ou acesso a recursos premium que têm custo extra no aplicativo, como ampliação de perfil, doação de rosas virtuais e “super curtidas”, por exemplo.

Uma sondagem recente do instituto de pesquisa YouGov com quase 5 mil adultos no Reino Unido apontou que apenas 28% dos entrevistados disseram que não namorariam alguém não vacinado. Outros 2% disseram que não namorariam alguém que tivesse recebido a vacina. Apesar da iniciativa dos aplicativos, há uma série de preocupações em torno do status da vacina e da privacidade dentro do país.

No Brasil, uma pesquisa feita pelo Inner com 3 mil solteiros mostrou que 69,2% dos usuários disseram que querem que as pessoas confirmem em seu perfil que já foram vacinadas, enquanto 69,6% responderam que adicionariam essa informação à própria biografia. Desta forma, a hashtag “#vacinado” tem se virado tendência nos textos de apresentação dos aplicativos.