El Salvador se torna o primeiro país a adotar o bitcoin como moeda legal

Com 62 dos 84 votos possíveis, os legisladores votaram a favor da medida na terça-feira (8) para criar uma lei para adotar a criptomoeda no país

Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (9), o El Salvador tornou-se o primeiro país do mundo a adotar o bitcoin como moeda corrente para dinamizar sua economia, um passo considerado “histórico” pelo presidente ultraconservador Nayib Bukele. O Legislativo, controlado por Bukele, aprovou a adoção do bitcoin por 84 votos a favor e 62 contra.

“A presente lei tem como objeto a regulamentação do bitcoin como moeda de curso legal, irrestrito com poder liberatório, ilimitado em qualquer transação”, afirma um trecho do artigo 1 da norma aprovada, denominada Lei Bitcoin, que será enviada para a respectiva promulgação pelo presidente Bukele.

Na visão de Bukele, a oficialização do bitcoin é uma medida que ajudará a desenvolver a economia salvadorenha. De acordo com a lei, “a taxa de câmbio” entre o bitcoin e o dólar americano “será estabelecida livremente pelo mercado”. O dólar americano também continua a ser aceito como moeda corrente oficial.

O uso do bitcoin será opcional para pessoas físicas e não trará riscos para os usuários, disse Bukele, com o governo garantindo a conversibilidade em dólares no momento da transação por meio de uma ferramenta criada no banco de desenvolvimento do país BANDESAL. O bitcoin deve ser aceito pelas empresas quando oferecido como pagamento por bens e serviços.