Google Fotos encerrou armazenamento ilimitado nesta terça-feira (2)

Recurso ajuda a apagar arquivos mais pesados e liberar espaço na conta

Foto: Reprodução

A partir desta terça-feira (1º), o Google Fotos não terá mais armazenamento ilimitado. O anúncio da mudança, feito em novembro de 2020, deixa claro que fotos e vídeos passarão a consumir os 15 GB oferecidos gratuitamente para cada conta. Na época, a empresa afirmou que a medida era necessária por conta de uma alta na demanda por armazenamento.

A mudança, segundo o Google, visa “criar o Google Fotos do futuro”. A plataforma continuará oferecendo 15 GB grátis e 2 GB adicionais para usuários que realizaram uma verificação de segurança. No entanto, mais arquivos serão considerados neste limite.

Três anos de arquivos

De acordo com Andy Abramson, diretor de produto do Google Fotos, a estimativa é que mais de 80% dos usuários vão conseguir armazenar mais três anos de arquivos em alta qualidade no pacote gratuito de 15 GB. Se optar por mais espaço para suas memórias, poderá expandir o armazenamento por meio do Google One, afirmou o executivo.

A empresa vai avisar o usuário quando ele estiver próximo da capacidade total do armazenamento via email ou notificação no próprio aplicativo. No Google Fotos, é possível armazenar arquivos de duas formas: em qualidade original, que salva arquivos na resolução com que foram feitos, e em alta definição, que reduz levemente a qualidade.

Valores das mensalidades

Os preços do Google Fotos variam de R$ 6,99 mensais (100 GB) e R$ 34,99 por mês (2 TB). Para facilitar a transição, o Google informou que disponibilizará um novo campo de gerenciamento de imagens, vídeos e backup, o que oferece maior controle sobre o espaço utilizado e as autorizações automáticas de download e compactação. 

Além dele, outros serviços de armazenamento oferecem planos gratuitos e, depois de um certo consumo, exigem a adoção de assinaturas. O OneDrive, da Microsoft, oferece 5 GB grátis e tem planos pagos de R$ 9 mensais (100 GB) a R$ 35 mensais (6 TB), no plano familiar. O iCloud, da Apple, também libera 5 GB. Os planos pagos do serviço ficam entre R$ 3,50 (50 GB) e R$ 34,90 por mês (2 TB).