Mais de 1 milhão de micro e pequenas empresas foram abertas em quatro meses no Brasil

Comércio varejista de vestuário e acessórios lidera ranking de novos empreendimentos, aponta Sebrae

Foto: Reprodução

Apesar do agravamento da pandemia de Covid-19, mais de 1 milhão de pequenas e micro empresas (PMEs) foram abertas no Brasil entre janeiro e abril deste ano, apontou levantamento do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O número corresponde a 25% dos que foram abertos ao longo de todo o ano passado – em 2020, o país registrou cerca de 4 milhões de novas.

O comércio varejista de vestuário e acessórios lidera o ranking de novos empreendimentos. “Nos últimos anos, o setor tem se mantido entre as mais procuradas pelos empreendedores”, destacou o Sebrae. A promoção de vendas aparece em segundo lugar como a atividade que mais cresce entre as PMEs, seguida pelo segmento de cabeleireiro, manicure e pedicure.

Nos quatro primeiros meses, 316,8 mil PMEs foram fechadas no país, o que corresponde a cerca de 31% do total de empreendimentos fechados ao longo de todo o ano passado. O comércio varejista de vestuário e acessórios lidera também o ranking de fechamento, seguida pela promoção de vendas e lanchonetes.

Outra pesquisa mostrou que 672 mil brasileiros se registraram como microempreendedor individual (MEI) nos três primeiros meses de 2021, o que representa uma queda de 3,1% do total de novos registros feitos no mesmo trimestre do ano passado. Entre os MEIs, o setor que mais cresceu também foi a de vestuário e acessórios, seguida pela promoção de vendas e cabeleireiros, manicures e pedicure.