Encontro regional debate iniciativas “smart cities” no contexto de São Luís

Evento virtual aconteceu pela principal plataforma do ecossistema de cidades inteligentes e mobilidade urbana no Brasil

Foto: Reprodução

Ananda Maia

Nesta terça-feira (25), a Nectaempresa de soluções para encontros virtuais, realizou o Encontro Regional de São Luíspor meio do Connected Smart Cities & Mobile, para debater os avanços da capital maranhense para ser incluída entre as cidades inteligentes brasileiras. 

A grade de programação se subdividiu em 11 eixos temáticos: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, educação, saúde, segurança, energia, empreendedorismo, tecnologia e inovação, governança e economia. 

Na abertura, Paula Faria, idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility, explicou que a plataforma reúne especialistas, entidades, empresas e governos que apresentam as melhores práticas para o desenvolvimento das cidades, a partir do compartilhamento de conteúdo relevante e ensino inovador.

Ciência da computação 

Francisco José da Silva, coordenador de Laboratório de Sistemas Distribuídos Inteligentes da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), palestrou sobre a perspectiva do tema dentro da área da ciência da computação. 

De acordo com o professor, as cidades inteligentes conectam sua infraestrutura física, de tecnologia da informação, social e de negócios, para um crescimento econômico sustentável. “As smart cities aumentam a qualidade de vida e prestação de melhores serviços às pessoas, além de gestão criteriosa dos recursos naturais e governança participativa”, acrescentou.

“Uma parte das nossas iniciativas de trabalho e de atuação estão relacionadas às plataformas de softwares para a área de cidades inteligentes. Outra linha de pesquisa é a engenharia de software para smart cities, que engloba as características particulares, modelo de qualidade de produto e processo de desenvolvimento para essas cidades inovadoras”, explicou Silva.

Inovação e sustentabilidade 

No evento, a assessora de Cidades Inteligentes da Secretaria Municipal de Inovação, Sustentabilidade e Projetos Especiais (SEMISPE) de São Luís, Patrícia Trinta, apresentou as ações da secretaria pautadas na inovação e na sustentabilidade.

Segundo ela, o Plano Municipal de Cidade Inteligente da capital maranhense tem por objetivo definir as diretrizes básicas para a transformação em uma smart city humana, criativa e sustentável. “Vale ressaltar que temos a qualificação da sociedade também como foco e, para isso, contamos com os esforços da academia. Outros eixos incluem a economia, tecnologia e governança”, enfatizou Trinta.

“Entre os planos estudados para elevar São Luís para mais próximo nível do conceito, está um projeto de mobilidade urbana sustentável e um relacionado aos bairros inteligentes, além de um parque tecnológico na cidade, para que assim possa ser criado ambientes propícios à inovação”, finalizou.

Clique aqui para assistir ao debate.