Após captação bilionária, Loft abrirá 500 vagas até o fim de 2021

Startup captou US$ 525 milhões entre março e abril; dinheiro será usado para expansão do time

Foto: Reprodução

Após captar US$ 525 milhões – quase R$ 3 bilhões – entre março e abril, a Loft abrirá 500 novas vagas até o fim deste ano. Pelo menos 100 posições serão destinadas às áreas de tecnologia. O modelo de trabalho adotado na startup é flexível, permitindo que os funcionários negociem com suas lideranças a flexibilidade.

Em comunicado, Renata Feijó, diretora de RH da Loft, afirmou que a empresa seguirá investindo em tecnologia e qualidade do atendimento para melhorar a experiência de compradores, vendedores e corretores. Segundo ela, tanto nas operações de compra e venda quanto no financiamento imobiliário.

Para isso, a executiva explica que a Loft irá intensificar o volume de contratações em praticamente todas as áreas da empresa nos próximos meses. O processo seletivo e de contratação será realizado de forma remota. A princípio, os candidatos não devem se preocupar com mudanças de cidade. Interessados, podem acessar as vagas neste link

Sobre a Loft

Por seus números e crescimento imenso não parece, mas a Loft é uma empresa jovem. Fundada em 2018, em São Paulo, a negócio é uma plataforma digital que simplifica a venda e compra imóveis. A startup começou seus negócios comprando, reformando e revendendo apartamentos em bairros nobres em São Paulo, modelo conhecido como iBuyer.

Seus negócios foram se aprimorando e, atualmente, seu principal produto é uma plataforma digital onde proprietários e corretores de imóvel podem oferecer e adquirir imóveis. Para tanto, a Loft utiliza algoritmos de inteligência artificial para analisar grandes bases de dados de transações imobiliárias e precificar imóveis de forma rápida e escalável.