Uber Eats testa compras em mais de uma loja com uma só entrega

Recurso será testado na cidade de São Paulo 'nas próximas semanas', com planos de expansão para outros locais

Foto: Reprodução

O Uber apresentou seus planos de desenvolvimento de produto e inovação para 2021, nesta quarta-feira (28), durante o evento global Uber Go Get. A empresa informou que iniciará a fase de testes de um novo recurso em seu aplicativo de entregas, o Uber Eats. Agora, os usuários poderão fazer pedidos em dois estabelecimentos no mesmo carrinho de compras, com uma só entrega.

A novidade vale para lojas, mercados e restaurantes e será testada inicialmente na cidade de São Paulo, “nas próximas semanas”, com planos de expansão para outras cidades. O objetivo é “gerar mais demanda aos restaurantes parceiros” e “aprimorar a experiência do usuário, com opções mais flexíveis para que as pessoas possam pedir seus produtos ou pratos favoritos”.

O Uber não detalhou se haverá alguma taxa extra nessa modalidade. A gigante de tecnologia atua com duas grandes frentes: mobilidade e delivery de alimentos, refeições, medicamentos e produtos de conveniência. Desde 2010, o Uber realizou 15 bilhões de viagens. As ações da companhia na bolsa de valores americana NYSE estavam em alta de 0,87% nesta última quarta-feira.

No evento, a empresa também anunciou outras novidades para o Brasil. Agora, durante as corridas, será possível visualizar restaurantes e comércios próximos ao destino para realizar um pedido e retirar antes do desembarque final – a parada será adicionada à rota automaticamente. Além disso, o aplicativo também vai sugerir pedidos para serem entregues perto da hora prevista de chegada ao destino.

No rol de novidades, também está o agendamento de entregas no aplicativo. A partir de agora, será possível marcar o dia e a hora para retirar um pedido ou para recebê-lo, função similar a que está disponível em concorrentes como iFood. A companhia não detalhou a data de chegada dos recursos, mas afirmou que irão aparecer no aplicativo “nas próximas semanas”.