Empresas potencializam o uso de games

A Amazon, por exemplo, usa o sistema FC Games para incentivar os colaboradores a jogarem

Foto: Reprodução

Empresas estão tirando suas cartas da manga e, por um meio de jogos digitais, incentivam seus funcionários a mostrarem mais empenho nas tarefas atribuídas. A Amazon, por exemplo, possui diversos galpões que são cenários para partidas de games que, além de estimular, recompensam os funcionários com bônus digitais.

A The Information revela que o sistema de games foi batizado de FC Games e iniciado em 2017. O programa tem como objetivo fazer com que os colaboradores da empresa sejam mais eficientes em separar e embalar os pedidos dos clientes.

Recompensa digital

A ideia da empresa é que esses funcionários sejam estimulados a jogarem. Com isso, eles são recompensados digitalmente com compras narvais, dinossauros e outros animais de estimação virtuais. Vale ressaltar que os jogos não são usados apenas com a equipe contratada, mas também nas etapas de recrutamentos e treinamentos.

Os executivos e profissionais da área de RH reconhecem nos métodos usados através de jogos digitais como uma forma mais lúcida de estímulos aos colaboradores. O ambiente é propício a captar maior atenção da equipe, apontam.

Laços amigáveis

Eles explicam que, depois de um determinado tempo participando do jogo, não tem mais como reagir de forma artificial. Então, os laços de amizade afloram entre todos e, com isso, é mais fácil conhecer mais sobre colaboradores e candidatos.

Flávia Nardon, gerente geral de desenvolvimento humano e organizacional da Gerdau, relata que, com diversas tarefas que onde os participantes devem tomar decisões de negócios, os games são um dos inputs para os processos seletivos.

Pandemia

Nardon revela que os jogos também são usados na produtora de aço e são voltados ao desenvolvimento pessoal, além de ser uma ferramenta importante durante a pandemia. Mesmo neste período de distanciamento, a equipe de estagiários continua participando da capacitação em home office.

Para Drouet, os games são um braço da transformação digital pela qual as empresas passaram, passam e ainda passarão. O uso das tecnologias na gestão de pessoas ainda guarda um potencial com inteligência artificial em processos seletivos e o people analytics. Isso ainda depende da empresa ter uma cultura de dados, o que ainda tem muito a ser disseminado no Brasil.