BNDES desenvolve estrutura de emissão de bônus verdes, sociais e sustentáveis

A iniciativa conta com a parceria do Banco Interamericano de Desenvolvimento

Foto: Reprodução

A fim de se inserir no movimento sustentável, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) criou uma nova estrutura para emissão de bônus verdes, sociais e sustentáveis. A iniciativa conta com a parceria do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A criação dessa nova estrutura tem como objetivo ampliar possibilidades de captação previstas nesse campo de emissão verde, social e sustentável. Segundo o BNDES, o documento Sustainability Bond Frameword (SBF) facilita a emissão pelo banco de títulos verdes, sociais e sustentáveis, no Brasil e no exterior.

Second Party Opinion

O banco também comunicou que o documento tem parecer favorável Second Party Opinion (SPO) da Sustainalytics, empresa verificadora especializada em projetos sustentáveis. A Sitawi foi responsável pela construção do documento.

Os recursos a serem captados em futuras operações, com base no SBF, serão utilizados para financiar e refinanciar projetos novos ou já existentes na carteira do BNDES. Os modelos se dividem em seis categorias verdes e três sociais. Na categoria de sociais estão: saúde; educação; apoio a micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) e microcrédito.

Investimento em saúde e educação

A saúde prioriza investimentos em saúde e educação em municípios com o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) abaixo da média nacional e, para MPMEs, além de crédito do IDH, são priorizadas empresas lideradas por mulheres ou minorias de gênero.