Hub de inovação chega a 500 startups residentes que empregam mais de 4 mil pessoas

Relatório mostrou que empresas levantaram US$ 28 milhões nos últimos anos

Foto: Reprodução

O Distrito, maior ecossistema independente de startups do Brasil, alcançou a marca de 500 startups residentes, aponta o relatório “Comunidade Distrito Report”. As empresas, que estão espalhadas em 21 estados brasileiros, juntas, empregam mais de 4 mil pessoas e levantaram US$ 28 milhões nos últimos anos.

O relatório aponta que a maior parte das startups residentes são healthtechs, fintechs e martechs. Das startups, 72% foram fundadas entre 2016 e 2020. Do total, 20% de todas as residentes do Distrito ainda estão em fase de ideação. De acordo com o levantamento, ainda há um alto volume de aportes iniciais nas residentes, como investimento-anjo (35,3%), pré-seed (25,5%) e seed (29,4%). 

Concentração e diversidade

Há uma concentração das startups residentes em São Paulo, já que o estado abriga 60% delas, seguido pelo Paraná, com 14% – os dois hubs físicos do Distrito estão localizados nas capitais dos dois estados. Quanto à diversidade, o quadro de sócios é predominantemente masculino: 81,3% deles são homens, antes 18,7% de mulheres, segundo o relatório.

O hub de inovação afirmou que reforça iniciativas que ampliem e diversifiquem a sua base. Entre elas, por exemplo, está o “Female Scale” – programa de inovação dedicado inteiramente a mulheres de todo o país.

Nova plataforma

Recentemente, o Distrito anunciou que irá se unir a outros hubs de inovação para criar o Hub2hub – plataforma que irá fomentar o ecossistema brasileiro. O projeto irá organizar eventos, lives, desafios e cursos para empreendedores e startups.

O programa contará com três pilares: posicionamento nacional e bilateral, com programas que atraiam mais investidores e corporações; a conexão real entre hubs, unindo iniciativas para discussões e criação de parceria; e o apoio para startups, ajudando a desenvolver os ecossistemas de empresas de inovação locais e viabilizando o acesso a mais recursos.