Empresa fatura com venda de ingredientes naturais para produzir cosméticos em casa

Empresária viu oportunidade de negócio testando produtos naturais para usar no próprio cabelo

Foto: Reprodução

O conceito do “faça você mesmo” aplicado aos cosméticos foi a ideia de uma jovem empreendedora da capital de São Paulo. Ela também antecipou outra tendência: a do uso de ingredientes naturais nos produtos. O cliente escolhe, compra, recebe os ingredientes e faz o próprio cosmético em casa.

Com argila verde, extrato de hamamélis, ácido lático e soro fisiológico é possível fazer uma máscara para limpeza de pele, por exemplo. A ideia da empresária Jéssica D’Lima surgiu em 2014. Agora, sete anos depois, virou tendência. Ela explica que enxergou a oportunidade de negócio aos 17 anos, testando produtos naturais em casa para usar no próprio cabelo.

Cosmético personalizado

Com alguns produtos naturais, como óleos vegetais e manteigas, a ideia é fornecer esses produtos para que a pessoa possa criar um cosmético personalizado em casa, de forma simples e prática. Como tinha experiência em marketing digital, ela começou com uma loja virtual, sem nenhum investimento e sem estoque. 

Com mais gente em casa por causa da pandemia, houve aumento na compra dos insumos pelo site, com pessoas querendo produzir os próprios cosméticos. Cremes para o cabelo, para o rosto, esfoliante corporal. Dá para fazer também shampoo, sabonete, e até hidratante para o lábio. Como nada tem química, é possível fazer tranquilamente em casa. 

Aposta em franquia

Segundo a empresária, óleos vegetais, manteigas, e as argilas são considerados matérias-primas. Assim, são produtos 100% puros, sem mistura ou fórmula. O faturamento mensal da empresa é de R$ 50 mil. Agora, D’Lima quer diversificar. Ela vê o futuro do negócio como franquia e vai apostar no atacado, com o lançamento de um novo canal de vendas.