PayPal começa a aceitar transações em criptomoeda nos Estados Unidos

Bitcoin, Ethereum e Litecoin serão aceitos em sites que utilizam a plataforma de pagamentos da companhia

Foto: Reprodução

A partir desta terça-feira (30), o PayPal passa a aceitar pagamentos em criptomoedas nos Estados Unidos. Chamado de “Checkout with Cypto”, o recurso permitirá transações sem cobrança de taxas adicionais com Bitcoins, Litecoins, Ethereums ou Bitcoin cashes, as principais criptomoedas do mercado.

Em nota, o CEO do PayPal, Dan Schulman, afirmou que, à medida que o uso de pagamentos e moedas digitais se acelera, a introdução do Checkout with Crypto é a continuidade do trabalho da companhia de impulsionar a adoção de criptomoedas, enquanto oferece aos clientes escolha e flexibilidade nas formas de pagamento.

Aceitação em massa

Segundo o executivo, permitir que as criptomoedas façam compras em empresas ao redor do mundo é o próximo capítulo para impulsionar a onipresença e a aceitação em massa das moedas digitais. Com a novidade, as moedas digitais poderão ser usadas para compras em sites de todo o mundo, um movimento que pode aumentar significativamente o uso de ativos no comércio.

A oferta fez do PayPal uma das maiores empresas financeiras tradicionais a abrir sua rede para criptomoedas e ajudou a impulsionar os preços das moedas virtuais. Segundo a empresa, o serviço estará disponível para todos os seus 29 milhões de comerciantes nos próximos meses. Todas as transações em criptomoedas serão liquidadas em dólares, de acordo com uma tabela de conversão do PayPal. 

Outros lançamentos

O lançamento acontece menos de uma semana depois que a Tesla, disse que começaria a aceitar pagamentos de bitcoin por seus carros. Ao contrário das transações do PayPal em que os comerciantes receberão moeda fiduciária, a Tesla afirmou que manterá o bitcoin usado como pagamento. A Visa também já anunciou que quer passar a fazer transações em Bitcoins.

Aquisição no setor

No início deste mês, o PayPal anunciou que adquiriu a Curv, uma startup israelense de segurança de criptomoedas. Desta forma, a empresa marcou sua primeira aquisição no setor de moedas digitais. A transação deverá ser concluída ainda no primeiro semestre de 2021.

Em comunicado oficial, o PayPal anunciou que “concordou em adquirir a Curv para acelerar e expandir suas iniciativas de suporte a criptomoedas e ativos digitais”. Uma pessoa próxima da empresa afirmou ao portal israelense Calcalist que o valor estimado da transação está entre US$ 200 e US$ 300 milhões.

A Curv é uma empresa que trabalha com segurança em blockchain, buscando ajudar usuários a armazenar ativos digitais da maneira mais segura. A startup trabalha com um sistema em nuvem que permite o acesso a carteiras digitais criptografadas sem depender de hardware específico para guardar chaves.