Príncipe Harry será diretor de impacto de startup nos Estados Unidos

Ele vai atuar em uma empresa de treinamentos e saúde mental

Foto: Reprodução

Cerca de um ano depois de renunciar à família real, o príncipe Harry arrumou um emprego em uma startup norte-americana chamada BetterUp Inc., do Vale do Silício, especializada em treinamentos e saúde mental. Ele atuará como diretor de impacto, de acordo com o jornal americano The Wall Street Journal.

À publicação, Harry afirmou que a pretensão é ajudar a criar impacto na vida das pessoas. Questionado sobre a proposta, o britânico explicou que aceitou porque “o ‘coaching’ proativo oferece possibilidades infinitas para o desenvolvimento pessoal, maior consciência e uma vida melhor em todos os aspectos”.

Em comunicado, a startup anunciou que Harry guiará a missão social da BetterUp Inc. em sua função, além de expandir a comunidade global e influenciar a visão da experiência dos outros membros, levando o poder do crescimento profissional e pessoal às pessoas em todos os lugares. No início de março, em uma nova onda de investimentos, a empresa foi avaliada em aproximadamente US$ 1,7 bilhão.

Alexi Tobichaux, CEO da BetterUp Inc., revelou em uma entrevista à emissora BBC, que o neto da rainha Elizabeth II já trabalha há alguns meses na empresa. Em seu novo emprego, Harry deve ajudar em decisões sobre estratégias de produtos e ações e defender publicamente assuntos relacionados à saúde mental. O executivo não informou, no entanto, qual será o salário do britânico na empresa.

O príncipe e sua esposa Meghan Markle mudaram-se para a Califórnia em março de 2020, após terem deixado suas funções na monarquia. Recentemente, o casal fez revelações sobre as conturbadas relações familiares com a realeza em uma entrevista para a apresentadora Oprah Winfrey, veiculada pela emissora CBS, onde reclamaram também da pressão dos tabloides britânicos.