Associação Nordeste Forte será presidida por Ricardo Cavalcante

O objetivo agora é trabalhar para a melhoria e competitividade das indústrias da região

Foto: Reprodução

O empresário Ricardo Cavalcante, que também é presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), assumiu a presidência da Associação Nordeste Forte, após ser eleito por unanimidade em outubro de 2020. A posse aconteceu na sede da CNI, em Brasília, no dia 22 de fevereiro. Ele deve ficar no cargo por dois anos.

Para Cavalcante, estar à frente da Associação é um desafio importante, já que ela tem a nobre missão de promover a defesa de interesses da região Nordeste. Ele ressaltou que seu papel será construir conjuntamente uma agenda de ações que possibilitem aproveitar o potencial criativo e inovador da região, buscando a identificação e a articulação das obras de infraestrutura necessárias à competitividade da indústria.

Além disso, outras melhorias necessárias ao ambiente de negócios para impulsionar o desenvolvimento de diversos setores estratégicos, a exemplo das energias renováveis, e trabalhar os temas estratégicos e transversais da região NE, viabilizando grandes projetos que vão fazer a diferença na competitividade da indústria nordestina, apontou Cavalcante.

Robson Braga de Andrade, presidente da CNI, ressaltou que, a cooperação entre as federações em prol de pleitos, contribui para o desenvolvimento do Brasil na medida em que reforça as demandas da região junto ao Congresso Nacional.

13,5% do PIB brasileiro

O Nordeste representa 13,5% do PIB brasileiro, mesmo que a região abrigue apenas 27% da população. Por outro lado, 88% da região corresponde à energia renovável e de toda a potência instalada eólica e solar do Brasil. O presidente da FIEC revelou que a atenção é voltada para o futuro e compromisso com a sustentabilidade.

O investimento que vem sendo feito é no hidrogênio verde. Ele afirmou ter potencial para tornar-se uma potência global e estão trabalhando para isso. Uma determinada planta de hidrogênio verde na região recebeu recentemente um aporte de R$ 5,4 bilhões.

Nordeste Forte

A associação sem fins lucrativos Nordeste Forte foi criada em 29 de novembro de 2016 e visa promover ações de desenvolvimento socioeconômico na Região Nordeste, contribuir para a competitividade da indústria e fazer com que a economia cresça, estreitando, por sua vez, os laços entre as instituições fundadoras, na busca pela redução das desigualdades regionais e na construção de um Nordeste mais forte.