Fleury aposta em investimentos em público sem convênio médico

Companhia lançou um serviço de assinatura que dá direito a consultas, exames e descontos em medicamentos que podem ser acessados por meio de um aplicativo

Fonte: Reprodução

O Grupo Fleury está buscando ampliar seus serviços e, para isso, deseja atingir o público sem convênio médico — que representa 75% da população no Brasil. Recentemente, a companhia lançou um serviço de assinatura que dá direito a consultas, exames e descontos em medicamentos que podem ser acessados por meio de um aplicativo.

A novidade vai fazer parte de uma plataforma tecnológica desenvolvida pela Fleury no ano passado que, até então, atendia apenas os funcionários de empresas que contratavam os serviços da companhia. Atualmente, segundo o Valor Econômico, são 7 milhões de empregados que acessam a plataforma, batizada de Saúde iD.

No início do projeto, cinco mil moradores da cidade de São Paulo terão acesso à plataforma e ao aplicativo. Essas ferramentas poderão ser usadas para as teleconsultas. O serviço está custando entre R$ 29,90 e R$ 59,90 por mês e o usuário ainda tem direito mensalmente a uma consulta com retorno com médicos do Grupo Fleury, além de 14 exames.

Esses exames podem ser realizados durante o período de vigência do contrato no Laboratório A+, que pertence à rede de medicina diagnóstica. Ao realizar a consulta médica via marketplace, o paciente pode agendar seus exames e adquirir os remédios indicados pelo médico na própria plataforma. O investimento foi de R$ 50 milhões.

O marketplace é mais uma iniciativa do Grupo Fleury, que vem investindo fortemente para diversificar seu negócio. Esse processo começou com uma área de cirurgias ortopédicas e foi acelerado, em dezembro, com as aquisições de clínicas de infusão de medicamentos e de oftalmologia e abertura de um centro de medicina reprodutiva.