Nubank está entre instituições financeiras mais valiosas após captar US$ 400 mi

Banco digital atingiu “valuation” de US$ 25 bi, levemente à frente do valor de mercado da XP

Foto: Reprodução

O Nubank, líder em tecnologia de serviços financeiros, captou mais US$ 400 milhões para bancar sua expansão no Brasil e na América Latina, numa operação que o coloca entre as instituições financeiras mais valiosas do país. O valor irá permitir ainda mais investimentos no Brasil, como continuar crescendo a oferta de produtos. 

Atualmente, o Nubank é o maior banco digital independente do mundo em número de clientes: são 34 milhões de usuários. A nova rodada de investimentos, chamada de Série G, contou com a participação de alguns dos mais importantes investidores globais, como GIC, Whale Rock e Invesco. Antigos investidores da instiuição, como Sequoia, Tencent, Dragoneer e Ribbit também participaram da rodada.

O banco digital atingiu um “valuation” de US$ 25 bilhões na rodada — cifra que o deixa levemente à frente do valor de mercado da XP e atrás apenas de Itaú Unibanco, Bradesco e Santander. A diferença é que o Nubank é o único desses nomes que não gera lucro, o que mostra o tamanho da expectativa que a instituição terá de atender.

Em entrevista ao Valor, o presidente e cofundador do Nubank, David Vélez, disse que o banco gera caixa desde 2018 e chegar ao azul é só uma questão de tempo. Segundo ele, ainda é hora de expandir a base de clientes, que foi impulsionada durante a pandemia de Covid-19. Em termos de crescimento, afirmou o executivo, a instituição está só no começo.

De acordo com Vélez, o dinheiro vai ajudar o banco digital a aumentar a oferta de crédito e ampliar o leque de produtos de seguros e investimentos. O Nubank terminou o ano com um saldo de R$ 1 bilhão em empréstimos e, sem traçar uma projeção mais detalhada, o executivo diz que esse valor será multiplicado por “várias vezes” em 2021.