Ambev faz acordo com startup e montadora para produção de mil veículos elétricos

Veículos vão para transportadoras que prestam serviços de distribuição para a cervejaria

Foto: Reprodução

A Ambev fechou acordo com a startup Fábrica Nacional de Mobilidade (FNM) e com a montadora nacional Agrale para a produção de mil veículos elétricos, incluindo caminhões e vans, como parte dos planos da fabricante de bebidas de ter metade de sua frota rodando com energia limpa até 2023. O valor foi mantido em sigilo pelas companhias.

A FNM foi uma das finalistas do Aceleradora 100+ da Ambev, em 2019. A entrega de toda a frota está prevista para ser concluída até o fim de 2023, conforme o plano da Ambev. Cada caminhão elétrico do modelo FNM 833 representará corte de 126 mil quilos de gases de efeito estufa por ano em relação aos caminhões movidos a combustível fóssil.

O veículo piloto rodará nas rotas de entrega de bebidas no Rio de Janeiro, com autonomia de até 100 quilômetros por dia. A recarga total dos caminhões será feita por “Wallbox com tomadas CCS2” em até quatro horas, conectadas na rede de 380Volts nos centros de distribuição da Ambev, que já operam com energia solar.

De acordo com a fábrica de bebidas, o caminhão da FNM vem totalmente conectado aos sistemas de tecnologia da Ambev, trazendo em tempo real as informações de rota e performance para a área de monitoramento da empresa e informações como trânsito, trajetos e características do cliente, além de tecnologias de segurança.

Os veículos terão motores da europeia Danfoss, baterias da norte-americana Octillion e baús Randon. Com cerca de 5.300 caminhões, a Ambev tem uma das maiores frotas dedicadas do país. Os veículos vão somar com cerca de 1.600 outros elétricos que estão sendo produzidos em Resende (RJ) pela Volkswagen Caminhões e Ônibus.