Hapvida e NotreDame Intermédica fecham negociação entre as companhias

Mesmo em fase final nas negociações, a Hapvida permanece com suas ações no Novo Mercado da B3

Foto: Reprodução

Uma nova parceria está prestes a ser concluída. A Hapvida e o Grupo NotreDame Intermediária (GNDI) já iniciaram a tratativa de negociações entre as duas companhias.

A administração do GNDI recebeu, recentemente, as propostas da Hapvida, enquanto isso, a NotreDame informou que, apesar de acreditar no potencial mercadológico, para continuar sendo autônoma e líder no segmento brasileiro de saúde, está disposta a avaliar operações que gerem valor para a empresa e seus acionistas.

Negociações no Novo Mercado da B3

A ideia proposta pela Hapvida, se aceita, garante aos atuais acionistas 531% do capital social, enquanto os acionistas do Grupo NotreDame ficaria com 46,9% do capital social. Vale lembrar que mesmo no período de negociações, a empresa cearense permanece com suas ações sendo negociadas no Novo Mercado da B3.

A Hapvida ressalta que a troca de ações consideraria o preço médio ponderado por volume (VWAP) dos papeis de ambas as companhias no período de vinte dias imediatamente anteriores a 21 de dezembro de 2020. O valor seria acrescido ainda de um prêmio de 10%.

Conselho de administração

Caso a negociação seja concluída a favor dos dois lados, passam a integrar o conselho de administração da Hapvida nove membros, dois indicados pela NotreDame Intermédica, cinco indicados pela Hapvida e dois independentes.

Em comunicado, a Hapvida explicou que para a criação de alinhamento no processo de integração e o aproveitamento de todo o potencial de geração de valor decorrente da combinação de negócios propostas, a empresa pretende oferecer e negociar de boa-fé, com os principais executivos da GNDI, um pacote atrativo de remuneração, incluindo incentivos de longo prazo baseados em ações.