Maranhenses vencem prêmio de sustentabilidade do Ministério do Meio Ambiente

O grupo apresentou o projeto de aproveitamento de resíduos sólidos orgânicos do Restaurante Universitário Estadual do Maranhão (UEMA

Foto: Reprodução

A 8° edição do Prêmio Melhores Práticas de Sustentabilidade (Prêmio A3P), do Ministério do Meio Ambiente, teve como campeão um grupo de maranhenses. A equipe, que apresentou o projeto de aproveitamento de resíduos sólidos orgânicos do restaurante universitário da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), venceu na categoria Gestão de Resíduos”, em compostagem na Fazenda Escola da instituição.

O Instituto Butantan e a Prefeitura Municipal de Cubatão (SP) concorreram com os maranhenses, os projetos foram “Valorização de Tyvek” e “Minhoca Amiga – Compostagem”, respectivamente. O projeto elaborado pelos maranhenses aprofundou a compostagem que é o processo natural de transformação do resíduo orgânico – cascas de frutas e de ovos, café, erva mate – em adubo.

As categorias do 8° Prêmio A3P foram cinco, sendo elas: Uso Sustentável dos Recursos Naturais, Inovação na Gestão Pública, Gestão de Resíduos, Destaque da Rede A3P e a Categoria Especial: Combate ao Lixo no Mar, sendo 3 finalistas para cada categoria.

Sobre o A3P

A Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P) é um programa do Ministério do Meio Ambiente que objetiva estimular os órgãos públicos do país a implementarem práticas de sustentabilidade. A adoção da A3P demonstra a preocupação do órgão em obter eficiência na atividade pública enquanto promove a preservação do meio ambiente.

Ao seguir as diretrizes estabelecidas pela Agenda, o órgão público protege a natureza e, em consequência, consegue reduzir seus gastos.