Qualcomm anuncia brasileiro Cristiano Amon como novo CEO global da companhia

Nomeação foi feita após anúncio da aposentadoria de Steve Mollenkopf, atual chefe-executivo da fabricante de chips para celulares

Cristiano Amon, presidente da Qualcomm (Foto: Reprodução)

Qualcomm, fabricante americana de componentes para smartphones e redes de telecomunicações, anunciou, nesta terça-feira (5), que o brasileiro Cristiano Amon, que ocupa o cargo de presidente da companhia, assumirá a posição de CEO da empresa no lugar de Steve Mollenkopf a partir de 30 de junho de 2021.

Mollenkopf informou ao conselho administrativo da Qualcomm sobre sua decisão de se aposentar como CEO depois de 26 anos na empresa. A decisão de Mollenkopf, de 52 anos, acontece em um momento de expectativas com a chegada da tecnologia 5G. Os processadores da companhia passaram a incorporar o recurso em 2019.

A decisão de selecionar Amon como o novo CEO foi unânime. Mollenkopf continuará na Qualcomm, mas ele trabalhará como conselheiro estratégico por um período não divulgado. Na organização corporativa da empresa, o cargo mais alto é de CEO, mas também há o presidente. Com a mudança, Amon está sendo promovido.

O executivo começou a trabalhar para a Qualcomm em 1995 como engenheiro e ocupou vários cargos de liderança empresarial e técnica ao longo de seu período na empresa. Amon é bacharel em Engenharia Elétrica e possui doutorado pela UNICAMP. Ele também atua como copresidente do Conselho de IoT do Fórum Econômico Mundial.

Sobre a Qualcomm

A Qualcomm é a vice-líder no segmento de processadores para celulares com 29% de participação de mercado, de acordo com um levantamento da empresa de pesquisa Conterpoint. A companhia perdeu a lideração para a Mediatek no 3º trimestre de 2020. No ano fiscal de 2020, a empresa teve um faturamento de US$ 23,5 bilhões.