Startups brasileiras farão parte de fundo de venture da The Bakery e Prana Capital

Cada empresa selecionada deve receber aporte de US$ 500 mil

Foto: Reprodução

Startups pertencentes ao B2B e estrangeiras com potencial de negócios no Brasil são os novos alvos de interesse da The Bakery, empresa britânica de inovação e da Prana Capital, companhia de investimentos. As gigantes pretendem investir cerca de US$ 5 milhões a fim de obter recursos de investidores tradicionais, Family Offices e tradicionais.

Empresas com potencial solucionador de problemas no ambiente de negócio e que sejam voltadas ao segmento de inovação são prioridades para o programa de inovação da The Bakery. O programa exige das selecionadas alguns tópicos como, por exemplo, cumprir as métricas estipuladas nos testes e comprovar escalabilidade.

Aporte de US$ 500 mil para cada startup

A quantidade de startups que devem participar do programa varia entre 8 a 12, que receberão investimento no período de um ano meio a dois anos. É estipulado que cada empresa deva receber em torno de US$ 500 mil , equivalentes a rodadas do tipo seed e pré-seed.

O fundo será híbrido. A ideia é captar com grandes investidores individuais e Family Offices. Também são vistas demandas de investidores institucionais, incluindo as corporações que fazem negócios com as startups e que podem se beneficiar diretamente do crescimento delas, pontua o responsável pela área de de Venture Capital da Prana, Bruno Peroni.