Estações de metrô e trens de São Paulo testam QR Code para pagamento de bilhetes

Os bilhetes custam R$ 4,40 cada e podem ser comprados pelo aplicativo Top

Foto: Reprodução

Estações de trens e metrôs de São Paulo receberam uma nova modalidade tecnológica, a partir de agora, os passageiros vão poder comprar os bilhetes e/ou comprar passagens usando a leitura de um QR Code. A nova modalidade foi lançada pelo Governo Estadual, na última sexta-feira (11).

Leitura de QR Code

Os bilhetes podem ser garantidos com a leitura de QR Code nas estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanas, na CPTM ou metrôs. Com a implementação desse novo sistema, além de tornar as viagens mais tecnológicas, assegura mais rapidez, comodidade e segurança para os passageiros. Desta forma, não há necessidade de usar dinheiro em espécie e reduz o contato físico no ato da compra.

Para comprar o bilhete é necessário apenas um smartphone e aproximá-lo das catracas sinalizadas e preparadas para a tecnologia. A compra do bilhete pode ser efetuada no aplicativo TOP, disponíveis nas versões Android e iOS, além dessa opção, também pode ser pago por cartão de débito ou crédito.

R$ 4,40 cada bilhete

Cada bilhete custa R$ 4,40 e os passageiros podem comprar até dez bilhetes por dia, no aplicativo. Quem preferir comprar o bilhete nas próprias estações com o código impresso para ser usado diretamente no leitor da catraca. É importante ressaltar que a quantidade de bilhetes compradas tem limite, mas o prazo para expirar não, por outro lado, é recomendado que as passagens compradas pelo QR Code sejam usados no curto período de 72 horas.

A recomendação de usar em até três dias é que mesmo sendo classificado com uma modalidade tecnológica, existem falhas e podem ser facilmente danificados, os deixando inválidos para uso.