PIX movimenta R$ 83,4 bilhões no primeiro mês, diz BC

Entidade ressalta que o sistema tem grande potencial para reduzir a necessidade do uso de dinheiro em espécie em transações comerciais

Foto: Reprodução

Banco Central (BC) contabilizou R$ 83,4 bilhões em movimentações de pessoas físicas e jurídicas no primeiro mês de funcionamento do Pix, sistema que permite transferências bancárias de forma quase imediata em tempo integral. O valor foi movimentado em 92,5 milhões de operações. Com isso, o valor médio de cada transação ficou em R$ 896.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) avalia que, no primeiro mês, o Pix mostrou-se bastante eficiente, com volumes significativos de transações. Segundo a entidade, desde o dia 16 de novembro, início de operação do sistema, até o dia 14 de dezembro, foram cadastradas 114,4 milhões de chaves Pix, sendo 109,4 milhões de pessoas físicas e 5 milhões de pessoas jurídicas.

Em nota, Isaac Sidney, presidente da Febraban, afirma que, devido ao tamanho e complexidade do novo sistema de pagamento instantâneo, considera que o primeiro mês foi muito positivo, com o sistema funcionando de maneira estável, oferecendo segurança e comodidade para milhões de brasileiros em suas operações bancárias.

O executivo destacou que o Pix tem grande potencial para reduzir a necessidade do uso de dinheiro em espécie em transações comerciais, que somente de custo de logística totaliza cerca de R$ 10 bilhões ao ano. Além disso, ressalta que o Pix deverá se transformar em uma poderosa ferramenta para impulsionar a bancarização no país.