Agronegócio brasileiro fecha o mês de novembro com exportações no vermelho

Foi registrada queda de 2,3% no índice de preços dos produtos de exportação

Foto: Reprodução

O resultado de exportações do agronegócio brasileiro não foi dos melhores no mês de novembro, ainda que tenha havido crescimento e movimentação nos embarques de açúcar, e etanol, milho, café e produtos florestais (celulose e madeiras), não foi o esperado para movimentar a economia com o setor.

O recuo nas vendas ao mercado externo do complexo de soja, que incluem grão e seus derivados (farelo e óleo) foi o estopim para o baixo resultado. Dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) obtidos pelo Ministério da Agricultura mostram que em 2019 as exportações totais somaram US$ 7,94 bilhões, montante inferior ao de novembro que atingiu 1,5%.

Em comunicado, o ministério informou que o valor exportado foi impactado pela queda de 2,3% no índice de preços dos produtos de exportação.

US$ 1 bilhão conquistado pelo complexo sucroalcooleiro

Vendendo ao mercado exterior, o complexo sucroalcooleiro conquistou mais de US$ 1 bilhão. O salto de crescimento dos embarques do segmento foi de US$ 656 milhões para US$ 1,04 bilhão, comparando o mês de novembro de 2019 e o mesmo período deste ano, o crescimento foi de 59%.

O milho, café e produtos florestais, apresentaram crescimento de 27,7%, 27,6% e 16,7%, respectivamente. Por outro lado, os embarques do complexo mostraram queda de 50,6% para US$ 1,1 bilhão no primeiro semestre.