Uber anuncia venda de sua unidade de direção autônoma para a startup Aurora

Transações envolve ações e objetivo é acelerar a meta do Uber de alcançar a lucratividade até o final de 2021

Foto: Reprodução

Uber anunciou que está vendendo sua unidade de direção autônoma, a Uber Advanced Technologies Group (ATG), para a startup Aurora Technologies. A transação, envolvendo ações, avaliou a ATG em US$ 4 bilhões — cerca de R$ 20 bilhões na cotação atual. O movimento visa acelerar a meta do Uber para alcançar a lucratividade.

Fundada em 2017, a Aurora afirmou que o negócio a ajudará a acelerar sua missão de tornar os carros autônomos uma realidade. O Uber investirá US$ 400 milhões e ficará com uma participação de 26% em base totalmente diluída, disse a empresa em documento. A empresa estima que o acordo seja concluído nos primeiros três meses de 2021.

Dara Khosrowshahi, presidente-executivo do Uber, atuará no conselho da Aurora, após o fechamento do negócio. Apesar da venda de sua subsidiária de carros autônomos, a companhia ressaltou que permanece interessada no setor, com planos de contribuir com a Aurora quando se trata de lançar carros sem motorista. 

O executivo explicou que poucas tecnologias prometem melhorar a vida com transporte seguro, acessível e ecológico do que os veículos autônomos. Segundo ele, nos últimos cinco anos, a equipe do Uber tem estado na vanguarda desse esforço e, ao unir forças com a startup, agora estarão na liderança para cumprir a promessa ainda mais rápido.

A Aurora, liderada por pioneiros das pesquisas de carros autônomos no Google e no Uber, afirmou que já recebeu um investimento significativo da Amazon, que está explorando a possibilidade de veículos de entrega sem motorista. A montadora sul-coreana Hyundai também apoiou a Aurora, que tem escritórios em quatro cidades dos Estados Unidos.