Governo Federal lança o portal Startup Point

O objetivo do portal é fomentar o empreendedorismo tecnológico

Foto: Reprodução

O Governo Federal lançou o Startup Point, por meio do Comitê Nacional de Iniciativas de Apoio a Startups, a fim de fomentar e fornecer aprendizado àqueles que desejam se capacitar em empreendedorismo tecnológico. Por meio da plataforma, o poder público beneficiará quem tem interesse em começar um novo negócio.

O Ministério informa que são dezenas de processos para os diversos públicos-alvo, na tentativa de atender todo o sistema de inovação e responder de atender todo o sistema de inovação e responder com políticas públicas necessárias.

Fases para empreendedores

A plataforma trata o empreendedor por meio de fases, que são elas: ideação, focada na aprendizagem; validação, auxiliando na construção de protótipos; operação, para a execução do projeto; e, por fim, tração, que é a fase de crescimento do negócio.

A pasta relata que para cada iniciativa, são disponibilizadas informações sobre o que é o programa, quais são os benefícios, qual é o investimento por startup, quando são as próximas chamadas, além das informações para inscrição e seleção, entre outras. Participam da plataforma 12 instituições que gerenciam 45 programas de incentivos cadastrados.

13 mil novos negócios tecnológicos no Brasil

A Associação Brasileira de Startups estipula que no Brasil foram abertos mais de 13 mil novos negócios tecnológicos. O ‘ninho’ maior de conglomerados se concentra no eixo Rio-São Paulo e, consequentemente, outros locais recebem menor incentivo de atividades criativas.

De acordo com o levantamento, a área de educação e finanças são aquelas que recebem mais iniciativas. A educação com percentual de 8%, enquanto finanças fica com 6%. Também relata que o público-alvo mais disputado é do segmento B2B, em que empresas vendem para empresas, com quase metade de todo o número de startups.