Tesla fará parte do S&P 500, índice de maiores empresas da bolsa americana

O anúncio fez as ações da Tesla fecharam em alta de 8,21% na Nasdaq

Foto: Reprodução

A S&P Global anunciou após o fechamento de segunda-feira (16) que a Tesla, fabricante de veículos elétricos, entrará para o S&P 500, um dos índices de mercado mais prestigiados do mundo que reúne as maiores empresas americanas listadas na bolsa de valores, passando a negociar no índice a partir do dia 21 de dezembro.

Após ver suas ações subirem 370% desde o início do ano, a companhia passou a fazer parte do seleto índice. Com o anúncio, as ações da Tesla fecharam em alta de 8,21% na Nasdaq, cotadas a US$ 441,61 e valor de mercado total de US$ 418 bilhões. Já a fortuna de Elon Musk, presidente executivo da empresa, chegou a US$ 97 bilhões.

Com a valorização, Musk está na quarta posição dos homens mais ricos do mundo e próximo de ultrapassar outro executivo do Vale do Silício: Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, somando uma fortuna de US$ 101 bilhões. Desta forma, ficará trás apenas de Jeff Bezos, fundador da Amazon, e de Bill Gates, da Microsoft.

A companhia será uma das mais influentes do índice, com uma ponderação próxima à da Berkshire Hathaway Inc., Johnson & Johnson e Procter & Gamble Co. A S&P disse que informará no futuro qual empresa deixará o índice para a entrada da Tesla.