Após disputa acirrada, Joe Biden é eleito presidente dos Estados Unidos

Biden será o 46º presidente da história do país e o mais idoso a assumir o cargo

Foto: Reprodução

Após uma disputa acirrada, Joe Biden foi eleito como o novo presidente dos Estados Unidos em uma votação marcada pelo recorde de votos na história da democracia norte-americana. Com ele, o Partido Democrata também subiu ao poder Kamala Harris, a primeira mulher negra a se tornar vice-presidente dos EUA, o que também fez história nesta eleição.

Na manhã deste sábado (7), faltavam pelo menos 6 votos no colégio eleitoral para que Biden chegasse a 270 e sua vitória se confirmasse, segundo as projeções da Associated Press. Após vitória na Pensilvânia, o democrata reuniu 273 delegados — três a mais do que o necessário para ganhar o pleito — e derrotou o republicano Donald Trump, que tentava a reeleição.

Biden agradeceu aos eleitores pelas redes sociais. “América, estou honrado por ter me escolhido para liderar nosso grande país. O trabalho que temos pela frente será árduo, mas prometo o seguinte: serei um presidente para todos os americanos — quer você tenha votado em mim ou não. Vou manter a fé que vocês colocaram em mim”, postou o democrata no Twitter.

Formado em Direito, Biden tem uma longa carreira política, com sete vitórias seguidas em eleições para o Senado. Ele será o mais idoso a assumir o cargo de presidência dos EUA — terá 78 anos na data da posse. Segundo especialistas, a vitória representa uma incerteza a menos no radar da economia. Já no Brasil, o dólar pode seguir forte porque prevalecem dúvidas com relação a problemas internos.

O economista-chefe da Frente Corretora de Câmbio, Fabrizio Velloni, afirmou em entrevista ao UOL que as eleições americanas têm sido uma fonte de estresse, e, com uma definição, os investidores podem começar a traçar cenários porque sabem ao menos a linha de políticas de quem vai comandar a maior economia do mundo nos próximos anos.