Astronauta vota nas eleições americanas no espaço

Lei aprovada em 1997 autoriza o voto espacial

Nas eleições dos Estados Unidos, os eleitores podem votar antes do dia eleitoral. Mesmo no espaço, a astronauta Kathleen Rubins, que está a mais de 400 quilômetros da Terra, não perdeu a chance de exercer sua cidadania: através de uma urna espacial, ela votou nas eleições. No twitter da Nasa, ela chegou a publicar uma foto com a legenda “Eu votei hoje”. 

Na imagem, dá para ver que astronauta está em um ambiente de gravidade zero. Logo atrás dela, há um papel escrito escrito “ISS voting booth” (cabine de votação da Estação Espacial Internacional).

Em vídeo gravado antes de ir para o espaço, a astronauta faz um incentivo a população americana a ir às urnas. “Se podemos fazê-lo no espaço, acho que também podemos fazer na Terra”, diz ela. 

Esse voto espacial é possível graças a uma lei aprovada pelo Congresso Nacional dos Estados Unidos, em 1997. A legislação criou uma estrutura segura para que astronautas possam participar do processo eleitoral – via email. 

A cabine de votação é registrada no condado de Harris, no Texas. O estado abriga o Centro Espacial Lyndon B. Johnson. Construída em 1961, a filial ficou pronta  em 1965, e desde então, é através dela que são controladas todas as missões espaciais tripuladas.