Indústria maranhense retoma índice positivo de confiança para o setor

O ICEI da indústria da construção civil chegou a 49,7 pontos, comparado ao mês anterior

Foto: reprodução

Seguidos de meses com baixa produção e índice decrescente, após quedas em abril e maio, o Índice de Confiança do Empresário da Indústria (ICEIMA) alcançou 51,8 pontos em agosto.

O estudo é realizado por meio da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O acréscimo chegou a 9,2 pontos na comparação mensal com julho. Com expectativa de melhora, o segmento já passa a reerguer sua confiança na economia, o índice do mês já ultrapassou a linha divisória dos 50 pontos.

O impacto da pandemia no padrão ICE do Maranhão

A nível nacional, o Maranhão apresenta retomada a passos lentos, mas a melhora já pode ser vista, entretanto, o estado ainda não alcançou o estado ainda não alcançou o padrão do ICE. Um dos fatores que impactou o segmento foi o baixo nível de produção após a chegada da pandemia da Covid-19.

Agosto ficou abaixo do esperado no CEI-NE, alcançando apenas 4,7 pontos, índice abaixo do padrão do Brasil. Em relação ao índice da indústria geral maranhense, a recuperação foi significativa, chegando a 8,2 pontos ante o mês anterior.

Variação de ICEI 7,7 pontos a nível nacional

O ICEI da indústria da construção civil chegou a 49,7 pontos, comparado ao mês anterior, o índice ficou 12,0 pontos acima do registrado. A nível nacional, a variação registrada foi de 7,7 pontos.

Além do segmento da indústria geral, outros setores como o de construção, a extrativa e a de transformação acreditam em resultados mais positivos para os próximos meses, mas ficar acima dos 50 pontos favoráveis vai depender tanto da economia nacional, quanto do comportamento da empresa.